As novas Ultraboost 21 chegaram

Bruno Claro | 2021-03-11

As novas Ultraboost chegaram há pouco ao mercado e eu já tive a sorte de as experimentar. 
Antes de contar a minha experiência vou explicar algumas das alterações em relação aos modelos anteriores.



A primeira grande mudança que salta logo à vista é o seu novo design. 
Começamos pela parte superior da sapatilha que vem com o PrimeKnit+, uma malha muito cómoda que se ajusta ao pé dando a sensação que estamos a calçar uma meia, destinada a providenciar ajuste e respirabilidade ao pé. 



Em que melhorou o PrimeKnit+ neste modelo?

Vem com reforços extra, forjados a calor, que nos dá maior suporte exatamente onde é necessário e uma melhor sensação de ajuste, sem adição de material e consequente adição de peso.
O upper é fabricado em 92% de poliéster de plástico reciclado, de origem oceânica, ou seja, praticamente na sua totalidade! O que demonstra a constante preocupação da marca com os temas ambientais e aposta na sustentabilidade.

Na sola temos mais novidades, este modelo melhorou o seu Boost e tem mais 6%. 



Onde podemos ver este mudança? 

Basta que olhemos para a sua forma e conseguimos perceber que o Boost envolve mais o pé, melhorando a sensação de conforto, ajuste e resposta final, pois mais Boost significa também mais retorno de energia.
Apesar de não parecer, quando calçamos as UB21 percebemos que a altura da média-sola é similar ao modelo anterior e o drop é exatamente o mesmo . O drop, que é a inclinação da sapatilha, ou seja é a diferença entre a altura do calcanhar e da zona da base dos dedos, é de 10mm (30.5mm-20.5mm).

Outro aspeto para termos em conta é a maior curvatura da sapatilha, que atua como uma cadeira de balanço, favorecendo a transição entre o calcanhar e o antepé durante a passada, o que é particularmente útil quando estamos mais cansados e tendemos a correr com uma técnica pior.

Ainda temos a evolução do Torsion System, o novo L.E.P. (Linear Energy Push), que pode ser traduzido como Impulso Linear de Energia. Esta tecnologia melhora o impulso que a sapatilha nos oferece no final da passada durante o takeoff. Esta estrutura, feita em TPU, tem mais 15% de rigidez em relação à tecnologia anterior, o que se traduz em mais 7% de impulso durante a corrida!



A sola como a adidas nos habituou manteve a borracha continental, que tem uma aderência muito boa ao piso molhado ou seco. Nesta nova sola encontramos um novo desenho e uma nova geometria para melhorar o rendimento, mantendo a capacidade de trabalhar em conjunto com o Boost.

O peso é de 340g na versão masculina (tamanho 42 2/3), o que é espetacular se tivermos em conta o acréscimo de tecnologia e benefícios.

É uma sapatilha para corredores com passada neutra, concebidas para qualquer distância, privilegiando acima de tudo o conforto e o amortecimento, sem nunca esquecer o tão bem-vindo retorno de energia.


A minha opinião

Começamos pela parte estética, é impossivel ficar indifente ao novo design e cores. Eu adoro, para além de todo o conforto e performance, poder adicionar também estilo à corrida. 

Quando lhes pegamos a primeira vez, dá a sensação de ser uma sapatilha pesada mas enganem-se, nos pés não sentimos, tal é o conforto e retorno de energia. Desde que os experimentei já fiz quase 80 km e o que mais me impressionou foi o seu retorno de energia e estabilidade nas momentos em que aumentei a velocidade, batendo 2 vezes o meu recorde de km mais rápido na rua. Para muitos pode não parecer nada de especial, mas para mim foi uma grande conquista há muito tempo que não me sentia tão bem a correr na rua e com uma perfomance tão boa para mim.





Fiz também alguns kms na passadeira, mas foi na estrada que senti todo o retorno de energia que os ultraboost prometiam, para além do retorno o conforto e principalmente o amortecimento que um corredor pesado como eu. Os meus testes não foram além dos 10km, mas quero em breve fazer 15 ou 21 para testar todo o amortecimento nas longas distâncias.

O modelo Ultraboost 21 foi uma agradável surpresa, com algumas mudanças interessantes. Gostava muito de correr uma maratona com eles, espero que o regresso da prova rainha para os atletas amadores esteja para breve.


Temas

> Reviews
> Novidades

Correr Lisboa

Pista Professor Moniz Pereira, Rua João Amaral - Lisboa

  • geral@correrlisboa.com

Circuito dos Parques de Lisboa

Informações sobre inscrições/ classificações / parcerias

  • inscricao@circuitodosparques.com

Parcerias

Informações sobre parcerias / divulgação de corridas

  • geral@correrlisboa.com
Topo