5 BENEFÍCIOS DO TREINO DE FLEXIBILIDADE PARA A CORRIDA

HolmesPlace | 2014-09-27

Até que ponto ter mais flexibilidade o pode ajudar no seu treino de corrida? Conheça os benefícios dos alongamentos.

NO MUNDO DA CORRIDA, POR MUITO QUE SE REFIRA A IMPORTÂNCIA DOS ALONGAMENTOS PARA MANTER OU GANHAR FLEXIBILIDADE CONTINUA AINDA A SER DOS ASPETOS MAIS NEGLIGENCIADOS NOS TREINOS.



O treino integrado na atualidade implica, entre outros aspetos, englobar rotinas de alongamento durante a sessão.

Normalmente realizam-se alongamentos dinâmicos (em movimento; realização de exercícios em que a amplitude articular é maior no sentido de alongar os músculos) no início do treino como complemento ao aquecimento e estáticos (ativos e/ou passivos) no final da sessão, em que já está parado, para potencializar a recuperação muscular. Em alguns casos, poderá ser interessante realizar treinos específicos só de flexibilidade.

Sendo a corrida uma atividade que depende da atividade muscular dinâmica é determinante que as fibras musculares se mantenham elásticas e soltas. Muita da prática desportiva repetitiva como, por exemplo, uma corrida prolongada ao mesmo ritmo, aumenta o tónus muscular de forma excessiva e a sua rigidez contribuindo para a sua perda de funcionalidade (músculo torna-se menos elástico).

Alongar, nestes casos, permite restaurar o dano provocado pelo exercício físico, aumentar a oxigenação de tecidos, diminuindo a toxicidade e garantindo uma recuperação mais rápida e eficaz. Desta forma a flexibilidade permite treinar mais vezes e com uma intensidade adequada, sendo determinante para a melhoria de performance.

Importa ainda refletir sobre o restante tempo dos nossos dias fora da corrida. Passamos horas em posturas pouco adequadas à nossa anatomia e fisiologia (sentados com inúmeras assimetrias) que irão produzir atrofias musculares sendo aconselhado alongar antes de iniciar a corrida já que o treino irá aumentar o desgaste muscular e o nosso organismo apenas melhora na recuperação após estímulos de treino adequados e nunca de massacre em músculos já debilitados.

É importante que a abordagem da flexibilidade num treino não se resuma a alongar músculos dos membros inferiores, visto o organismo funcionar de forma global e na corrida não são apenas estes grupos musculares solicitados.

BENEFÍCIOS DO TREINO DE FLEXIBILIDADE:

Permite uma recuperação mais rápida e eficaz (potenciam o retorno venoso diminuindo o ácido láctico); Permite garantir uma boa amplitude de movimentos/passada, sendo crucial para uma boa performance; Permite manter os músculos elásticos para uma corrida mais eficiente (atividade física torna os músculos rijos sendo necessário reestabelecer a sua elasticidade) e afastar o risco de lesões; Ajudam a manter ou melhorar a postura podendo ajudar a uma respiração mais correta; Quebram a monotonia das sessões de treino através de práticas de relaxamento.

Assim, naqueles dias que o tempo para treinar não dá para tudo será melhor diminuir na corrida e nunca nos longamentos. Toda esta mudança terá de começar em nós e dar tempo para que os resultados surjam. Em caso de dúvidas pergunte a um profissional quais os alongamentos mais adequados ao seu caso.

José Pereira
Master Trainer Holmes Place Coimbra

Correr Lisboa

Pista Professor Moniz Pereira, Rua João Amaral - Lisboa

  • geral@correrlisboa.com

Circuito dos Parques de Lisboa

Informações sobre inscrições/ classificações / parcerias

  • inscricao@circuitodosparques.com

Parcerias

Informações sobre parcerias / divulgação de corridas

  • geral@correrlisboa.com
Topo