Se eu consegui...

Sandra Ramos Claro | 2015-01-23

"23 Janeiro 2014
Chega de desculpas! De ai, eu também queria, mas..., de se eu tivesse companhia..., de não tenho tempo...! Chega de mimimis!!! Ninguém consegue mudar com ses! Só se muda com acções. E está na hora de decidires o que queres! Se eu consegui vocês também conseguem!

Em Agosto de 2007 eu pesava 87 kgs. Oitenta e sete kilos! Entretanto engravidei e cheguei aos 93! Tinha 29 anos e 93 kilos!
Depois da minha filha Maria nascer, em Maio de 2008, fiquei com 81. Durante o tempo de amamentação fui perdendo algum peso e, com alguns cuidados com a alimentação cheguei aos 76. E continuei nos 70's e muitos durante muito tempo.

Em Janeiro de 2010 achei que tinha de fazer qualquer coisa por mim e pela minha saúde. Comecei a fazer caminhadas e a comer menos porcarias. E os resultados começaram a notar-se! Em Março participei na minha 1ª Mini Maratona EDP (a da ponte). Fiz 7kms onde caminhei e corri como consegui, mas sempre a sorrir! O espírito e o ambiente que se vive nas corridas é indescritível. E foi nesse dia que percebi que era esse o caminho: era com as corridas que eu ia conseguir perder peso!

Feliz ou infelizmente fui obrigada a parar. Em Abril descobri que estava grávida da Margarida e por ordem médica (por motivos que não interessam nesta história) fui obrigada a parar com as corridas. Nessa altura estava com 69 kilos. Cheguei ao fim da gravidez, em Novembro de 2011, com 78kgs. E a preguiça instalou-se!
Ai porque está frio, ai porque está a chover, ai porque não tenho onde nem com quem deixar a bebé, ... E a história arrastou-se até Junho de 2012. Fomos celebrar o meu aniversário com uns amigos, num hotel e tirámos todos fotos à beira da piscina... e quando eu vi a minha imagem nas fotos larguei num pranto! Eu era um barril com pés!!! Estava com 72 kgs, sem cintura, sem formas, toda mole, com um corpo que não combinava com o meu estado de espírito. E nesse fim de semana deu-se o clic. Eu tinha de mudar!

Em Julho de 2012 abri guerra aos kilos. Enchi-me de coragem e disse não a tudo o que era doces, açucares, fritos, refrigerantes, pão, molhos, gorduras, etc! Só coisinhas que eu adoro, mas que me fazem mal. (E se eu gosto de comer, srs!)
Falei com o meu médico e criámos em conjunto um plano alimentar que não pusesse em causa a minha saúde nem a saúde da Margarida, porque me encontrava em período de amamentação. A dieta alimentar que fiz não tem segredos nem é milagrosa, é o que todos sabemos: carne de frango ou perú e peixinho, tudo grelhado ou cozido, leite e iogurtes só magros e sem açucar, muitas saladinhas e legumes cozidos, fruta só nos intervalos das refeições, muita àgua e chá (sem açucar!), bolachinhas só Maria ou de àgua e sal e só 2 ao lanche, muita sopinha (sem batata!), etc. Foi fechar a boquinha e mexer as perninhas! Fazia caminhadas/corridas, 2 ou 3 vezes por semana e os resultados viram-se! Em 4 meses perdi 10kgs! E não parei! Acabei 2012 a pesar 60kgs! 12 kilos a menos, em 5 meses!

Não havia volta a dar. Não foi fruto de milagres nem de remédios, até porque nunca tomei nada (e nem podia porque estava a amamentar!), foi fruto de muita força de vontade, de muito esforço e de muita cabecinha. Não é fácil dizer que não quando vamos a uma festa de aniversário e vemos mesas cheias de bolos que gostamos. Não é fácil calçar os ténis e sair de casa com frio para correr. Não é fácil! Custa! Custa muito! Mas eu queria emagrecer. E no fim de 2012 decidi que ia continuar a cuidar de mim e que ia conseguir vestir um 36! Para alguns pode ser uma futilidade. Para mim era um objectivo!

Continuei a ter cuidados e a treinar regularmente. Em Março voltei a correr a Mini Maratona EDP. Não fiz um tempo brilhante, mas tirei 26 minutos ao tempo que tinha feito em 2010! É qualquer coisinha. :)

E em Abril de 2013, num provador da Zara, experimentei umas calças 36. Serviram! E eu larguei a chorar (sim, eu choro muitas vezes!) porque não me lembro de alguma vez na vida ter vestido um 36!!! O esforço tinha valido a pena.

Em 2013 consegui voltar a comer coisas que já não comia há muito tempo. Voltei a comer doces e porcarias, MAS... só de vez em quando!!! Em almoços/jantares com amigos, ou em festas, mas sempre com a noção que nos dias seguintes teria de compensar isso com mais uma corrida ou com refeições mais leves para compensar o abuso feito.

Estamos em 2014. Estou parada há coisa de 2 meses (corri 1 dia a semana passada e ia morrendo!), comi porcarias com fartura no Natal. Resultado: toma lá mais 2,5 kgs na balança! E agora? Agora está na hora de voltar à carga!

É agora ou nunca!
Já falei com um grupinho de amigas e vamos pôr em prática o Projecto "Tudo no Sítio!".
Quem se quiser juntar a nós é bem vinda! É só para meninas!!! Vamos a isto? Quem alinha??? Os treinos arrancam no dia 5 de Fevereiro. Vamos lá meninas, é agora ou nunca! E se eu consegui, vocês também conseguem!"


23 de Janeiro de 2015
Passou precisamente 1 ano...

Os treinos das meninas revelaram-se um verdadeiro sucesso! Muitas mulheres criaram novos hábitos. Muitas começaram por caminhar nos nossos treinos e já fizeram Meias Maratonas! É absolutamente incrível. É bom perceber que foi ali que ganharam confiança, motivação e força para avançarem, para cumprirem objectivos e para sairem da sua zona de conforto.


Espero que muitas mais mulheres se juntem aos nossos treinos (agora às quintas-feiras, às 19h30, junto à Torre Vasco da Gama - Parque das Nações) e que 2015 seja o ano da grande mudança nas suas vidas!


Pessoalmente 2014 foi para mim um ano de altos e baixos. Foi o ano em que decidi que também eu era capaz de mais. Decidi que iria treinar afincadamente e me iria preparar para correr uma Maratona!
Em Março corri a Mini Maratona (7km), 15 dias depois corri a minha primeira prova de 10km na Corrida do Benfica (debaixo de uma chuva torrencial que nunca vou esquecer!).

Em Maio entrei para o Holmes Place com o objectivo de fortalecer, tonificar e complementar o treino de corrida de modo a melhorar a minha capacidade física. Treinei muito. Tive especiais cuidados com a minha alimentação e os resultados viram-se: emagreci e fiquei mais "rija".

Passei mais de metade do ano focada no objectivo "Maratona", com passagem obrigatória pela Meia Maratona de Lisboa de Outubro. Estava tudo bem encaminhado até ao fatídico dia 11 de Setembro.

Ao descer as escadas do prédio coloquei mal o pé e sofri um entorse violento. 8 semanas parada com o pé imobilizado com talas. O regresso estava programado para meados de Novembro. Mas não aconteceu. E não aconteceu porque entretanto recebi uma carta do hospital a informar-me que dia 11 de Novembro ia ser operada. Nada a ver com o pé! 


Estava em lista de espera para realizar uma cirurgia plástica e fui chamada. Resultado, mais 8 semanas de repouso! Oh sorte... De Setembro a Janeiro sem treinar.


2015 começou e eu meti na cabeça que tinha de recuperar o tempo perdido e voltar a treinar e estabelecer novos objectivos. 


Voltei ao Holmes Place e aos treinos de corrida. E na primeira semana, voltei a lesionar-me! O tornozelo voltou a inchar e a doer muito! Caramba, isto está complicado, mas eu hei-de conseguir!


Não vou desistir!!! Vou fazer fisioterapia e massagens (mas não é daquelas boas e relaxantes, é daquelas que doem e nos fazem saltar da marquesa com lágrimas nos olhos!) e vou voltar ao activo (entenda-se, treinos à séria!) em breve. 


Nos entretantos, estarei (juntamente com as minhas queridas guias) nos "treinos correr lisboa só para mulheres!", todas as quintas feiras às 19h30, à espera de meninas que queiram começar a correr ou que pretendam melhorar os seus tempos. Juntas é mais fácil. E nós estamos lá para vos ajudar! Venham daí! Se eu consegui (e vou mais uma vez conseguir!), vocês também são capazes! Basta querer! Vamos a isso?



Sandra Ramos Claro

Correr Lisboa

Pista Professor Moniz Pereira, Rua João Amaral - Lisboa

  • geral@correrlisboa.com

Circuito dos Parques de Lisboa

Informações sobre inscrições/ classificações / parcerias

  • inscricao@circuitodosparques.com

Parcerias

Informações sobre parcerias / divulgação de corridas

  • geral@correrlisboa.com
Topo