A loucura da primeira meia maratona

Paula Gomes | 2016-03-27

Quando comecei com esta "brincadeira" de correr nunca imaginei conseguir este feito tão depressa .

Então vamos começar pelo inicio, depois de ter vencido algumas batalhas de saúde há relativamente pouco tempo, comecei a participar em caminhadas com um grupo de amigos (os homens correm e as meninas caminham para ajudar algumas causas), a caminhada num instante puxou-me um pouco para a corrida, de pouco passei  a querer mais, comecei nas férias do verão 2015 (louca!!) a correr por algumas vezes  sozinha outras vezes acompanhada pelo marido, até que alguém do grupo diz que existe um grupo que corre todas as 3ª feiras na cidade universitária, ora então bora lá! 

E lá fui eu em Setembro conhecer este grupo maravilhoso que é o Correr Lisboa . Em Novembro fiz a minha primeira prova de 10 km (Luzia Dias, Lumiar) sempre com o apoio dos meus "meninos" principalmente do Paulo Nunes que nunca me largou durante todo o percurso feito em 1h06 (tanta chuvinha nesse dia), mais tarde os 10 km da EDP 1h02 (dorsal ganho no correr lisboa) e os 10 km da APAV. Cada corrida que terminei tornou-se numa vitória alcançada.

Até aqui tudo bem, faz-se umas corridas de 10 km de vez em quando, vai-se aos treinos às 3ª feiras e 'tá bom. Até que, lá vem a Sandra nos treinos de 3ª feira dizer que tem dorsais da meia maratona para sortear, com a sorte que tenho estou safa, mas não!!! Calhou a um dos "meninos", como já tinham todos, ora toca lá a chatear a gaja mais próxima: eu. Pronto 'tá bem, eu vou, mas sem expectativas nenhumas e sempre a dizer que ia para me divertir .

CHEGOU O GRANDE DIA !!!!

Na véspera toca a arrumar tudo muito bem para não me esquecer de nada, revisto e revisto novamente .

Chegou o dia, levantar as 6:15 (loucura total), ir apanhar o comboio, e esperar pelo que ai vem, chegados a estação do Pragal o ambiente envolvente já começava a ser contagiante muita musica e alegria entre participantes e não participantes. A realidade começava a cair em mim, meia maratona ('tás louca!!!). Já não havia como escapar e o orgulho também não deixava voltar para trás, ora vamos lá o que não fizeres a correr fazes a andar. Chegados à ponte olho e deparo-me com uma imensidão de gente, tantos!!!! Medo!!! Bora lá ter com os companheiros Vicentes para a foto de grupo e para me darem apoio, são ótimos: brincadeiras, palhaçadas, fotos e mais fotos, muito riso. Mas teve que acabar, toca a entrar na fila para a prova, ritual normal (acho eu) :casa de banho, aquecimento e está na hora de seguir, faltam 5 minutos para começar. COMEÇOU, junto com dois dos meus meninos, Paulo Gomes e Tavares e um desconhecido que queria fazer o mesmo tempo que eles, lá seguimos por entre esta imensidão de gente, desejando boa sorte a quem nos rodeava e vice versa, claro que eles me fugiram num instante (lebres!). Sigo calma e serenamente, também não dava para muito mais que se quisesse.... encontrão de um lado, selfie do outro, paragem de repente para ver as vistas, ponte sobre lotada (Ai !!!). Caio em mim... 'tou a fazer a meia maratona... calma, respira, isto é para se ir fazendo. Os primeiros kms até ao primeiro abastecimento foram complicados: controle de respiração (ainda tenho algumas dificuldades ) e  interiorizar que realmente estava ali a fazer a minha primeira meia maratona e com poucos treinos .

Passada esta barreira ,comecei a apreciar tudo o que me envolvia: as duas idosas que iam ligeiramente a minha frente (corajosas),a loucura do lixo no chão (acreditem reparei e bem), os aceleras que correm desalmadamente param e voltam a correr ,os vicentes que passavam por mim e me incentivam e eu a eles. 10 km 1h06, NÃO PODE !!!! Consegui chegar aqui e estou bem ,afinal é possível,siga .A força dobra-se e a motivação também vamos lá fazer isto tudo a correr. Chegados a Belém as pernas já estão numa  dormência total (dizem que é normal) olho para a direita e vejo a meta, pensei para comigo "está quase a meta está ali falta pouco,aguenta". Encontro um Vicente no caminho e puxo um bocado por ele ,vamos um bocado juntos na conversa  quando ele  me diz que 16 km estão feitos  (está quase ,mas ainda faltam 5 km  ),continuo ,vejo o marcador dos 19 km (falta pouco), acelero um bocado na primeira manga da meta alcançada ,meta à vista, marcador nas 2h16. Acabei. Consegui fazer meia maratona sem parar. Surge uma lágrima no canto do olho (consegui!!! muito bem! quem diria) ,estou nestes pensamento quando de repente ouço "Paula, Paula!" Lá está o nosso farol! (sandra) a chamar-me à realidade  . 

Obrigado "meninos" paulo gomes, paulo nunes , batista e tavares ,por acreditarem sempre mim e me darem força.

Obrigado Correr Lisboa e Vicentes  pelo apoio e carinho.


Correr Lisboa

Pista Professor Moniz Pereira, Rua João Amaral - Lisboa

  • geral@correrlisboa.com

Circuito dos Parques de Lisboa

Informações sobre inscrições/ classificações / parcerias

  • inscricao@circuitodosparques.com

Parcerias

Informações sobre parcerias / divulgação de corridas

  • geral@correrlisboa.com
Topo