28 anos de idade, 15 maratonas (de estrada)

João Veiga | 2017-05-04

O que é que faz um maluco de 28 anos já ter 15 maratonas de estrada?

Bem para quem me conhece sabe bem que não corro para tempos, ou raramente o faço, e também raramente sigo planos de treino (ou mesmo nunca)... prefiro só correr e divertir-me com as pessoas que fazem parte deste mundo.

Realmente muitos me têm perguntado o porquê de fazer tantas maratonas e tantos kms, e há até quem defenda que com a minha idade devo ser dos que tenho mais maratonas em Portugal, e sinceramente não me interessa porque não é com esse objectivo que corro. Tento só divertir-me e por vezes viajar com a desculpa de correr. Se não acreditam vejamos as minhas 15 maratonas resumidas em poucas frases.

1ª-  Lisboa - 9 de Dezembro de 2012

A primeira prova fui atrás duma série de amigos que iam fazer, porque tinha tentado um mês antes no Porto e tinha desistido (a única que tive de desistir). Basicamente foi ser teimoso em querer acabar e ir correndo com amigos, ia fazendo 2 kms com um, acelerava e apanhava outro assim sucessivamente. Acabei feliz num percurso que gostava muito mais do que a atual, com um grupo de mais de 30 pessoas à espera entre amigos e familiares.


2ª- Sevilha - 24 de Fevereiro de 2013

Já que a primeira tinha corrido bem, lá tentei fazer uma sozinho. Correu mal, sofri demais e percebi pela primeira vez que realmente não é bem correr desalmado que me faz feliz na corrida.



3ª- Lisboa - 6 de Outubro de 2013

Mais uma vez íamos muitos para esta aventura, fui correndo com amigos e acabei a ser rebocado pelo meu pai que veio ter comigo de bicicleta. Sofri muito e adorei... porquê? Porque ter a ajuda e diversão do meu pai e de todos os que passaram por mim compensaram qualquer dor


4ª- Porto - 3 de Novembro de 2013

Esta será sempre a mais especial. Quem diria que um puto de 24 anos ia rebocar um pai de 53 anos na sua 1ª maratona? Foi dos melhores momentos que vivi na corrida... posso fazer 100 mas esta será sempre especial


5ª-  Lisboa - 5 de Outubro de 2014

Algumas lesões no inicio do ano levaram a que só voltasse a correr a maratona aqui. O meu pai queria repetir e melhorámos. Conseguiu correr os 42kms a correr e pior a aturar-me... mais uma vez estas não se esquecem


6ª-  Porto - 2 de Novembro de 2014

3 dias a trabalhar na feira da Maratona do Porto e mesmo assim decido fazer a distância. A desculpa era só essa, ir passar um fim de semana com a malta que gosto. Acabou por correr bem com PBT tal era a diversão desse fim de semana. E esta foi a primeira que fiz de amarelo e com toda a mancha humana que isso envolve


7ª- Madrid - 26 de Abril de 2015

A minha mãe andava a pedir companhia para conhecer Madrid. O acordo foi irmos na altura da Maratona. Portanto lá está, a desculpa da viagem e no meio de 4 dias fantásticos e com jantaradas do Correr Lisboa tive de correr. Comecei com o Bruno calmamente e o ambiente indescritível fez me acelerar. Vibrei como nunca com todas as pessoas que debaixo de chuva nos foram apoiar (incluindo a minha mãe) e mesmo no percurso mais difícil bati o PBT... e perguntem à Sandra que estava na meta, a alegria com que estava nesse momento 


8ª- Lisboa - 18 de Outubro de 2015

A um mês do objectivo que era o Porto, decidi treinar nesta e esperar pelo meu pai para acabarmos juntos. Treinei até à meia e depois parei... ficou tudo a olhar porque fui calmamente ao WC e comecei a andar à espera do meu pai. Acabei por apanhar o Bruno e virmos altamente divertidos (até fotos com o vicente tirámos) e foi das mais divertidas e que menos me custou fazer. Lá acabei com o meu pai, a minha 8ª a 3ª dele e juntos e espero pelo menos que possamos chegar às 5 em conjunto.


9ª- Porto - 8 de Novembro de 2015

Esta posso vos dizer que o bom foi a preparação com a Sara e o David e a amizade criada nesses treinos. A prova correu mal a todos mas mais uma vez foi compensada por um excelente fim de semana em família Correr Lisboa. Depois de correr tão mal ainda acabei num grupo de 5 vicentes felizes pelas provas uns dos outros


10ª - Sevilha - 21 de Fevereiro de 2016

Depois de ter corrido mal no Porto, esta era a prova da Sara. A minha ida a Sevilha resumiu-se a isso, um fim de semana entre amigos e a prova da Sara, porque ela merecia. Daqui a imagem que retenho (apesar de ser o meu 2º melhor tempo) é o da Sara me ultrapassar à meia e eu ficar efectivamente feliz com o facto dela ir conseguir. Cortei a meta festejámos juntos e essa foi a minha vitória...e uma medalha preparada por ser a minha 10ª maratona e que vale mais do que a da prova


11ª - Lisboa - 2 de Outubro de 2016

A prova do Adelino... e quem é o Adelino? É só mais um dos amigos (e a família incluída) que ganhei no Correr Lisboa, que não conhecia de lado nenhum, e que agora treinamos e corremos em conjunto (ou basicamente festejamos porque é a rir do inicio ao fim). Apesar das dores não o larguei e a diversão foi tanta que quem me conhece diz que era a primeira maratona em que só me apanharam a rir. Fiquei feliz por ele e a experiência correu tão bem que a próxima já está marcada (não te safas que eu não me esqueço)


12ª- Porto - 6 de Novembro de 2016

Mais uma desculpa para passear com a minha mãe e para passar um excelente fim de semana com o Correr Lisboa... fiz a prova mas só me lembro da chegada e de ver a minha mãe e a Susana a gritarem por mim...mais uma prova que para mim isto interessa é a diversão.


13ª- Sevilha - 19 de Fevereiro de 2017 

A prova da Rita...mais uma amizade (família incluída) que ganhei no Correr Lisboa e que agora fazem parte do meu dia a dia. Basicamente não lhe correram bem os treinos mas sabia que ela conseguia e disse-lhe para fazer lá um longo... óbvio que era para a enganar. Não só correu como foi sempre bem e acabámos bem melhor do esperado. Porque é que faço a prova com amigos? Mais uma vez o sorriso e alegria dela, da família e do namorado valeram mais que qualquer tempo que pudesse ser batido



14ª- Paris - 9 de Abril de 2017

A melhor maneira de marcar férias é ver para onde vai a mancha amarela. Teve Disney, teve passeio e teve picnic do Correr Lisboa. Lá pelo meio corri mas isso não foi realmente o mais importante.


15ª- Madrid - 23 de Abril de 2017

E chegamos ao fim de semana passado. O que é que me fez ir correr uma maratona 15 dias depois da última? Basicamente um jantar... onde entrei sem nada disto na cabeça e sai de viagem marcada. Tudo o resto podem ver pelas fotos, um fim de semana incrível entre amigos novos e velhos (até um bebé espectacular foi) e até de desconhecidos com quem nos divertimos à mesma. Apostei em ver a cidade a correr e fui fazendo kms a falar com as pessoas. Custou mas sabia que na meta tinha a mancha amarela (alguns há 4 horas à minha espera), e vos garanto que esses 500 metros valeram tudo, ver a alegria (há vídeos a provar isto) das pessoas por me verem chegar feliz e aos pulos antes de entrar no parque compensa cada segundo... e depois entro no parque e segunda mancha amarela e segunda festa fenomenal...acho que nuestros hermanos não estavam preparados para isto.



E é isto 15 maratonas de estrada a que se juntam 1 Eco Maratona, 3 Trilhos de Almoroul, 2 Ultras em Óbidos e uma em Sintra num total de 22 vezes que cruzei a barreira dos 42 kms... num total de 22 vezes que tenho histórias para contar... e felizmente num total de milhares de vezes que tive amigos para correr, fazer férias e divertir-me.

Até à 19ª (Lisboa, Porto, Gerês e Barcelona) já está tudo pensado... nenhuma para tempos mas todas com grupos de amigos... não são 4 provas são 4 fins de semana ou férias com 42 kms pelo meio e já penso onde será a festa da 20ª e melhor que isso quem estará comigo nessa aventura.

Acabo este testamento com uma pergunta para ti... e tu quando te juntas a esta família e vens treinar com os Vicentes? Correr custa?!? Só se não tiveres esta malta contigo 

Correr Lisboa

Pista Professor Moniz Pereira, Rua João Amaral - Lisboa

  • geral@correrlisboa.com

Circuito dos Parques de Lisboa

Informações sobre inscrições/ classificações / parcerias

  • inscricao@circuitodosparques.com

Parcerias

Informações sobre parcerias / divulgação de corridas

  • geral@correrlisboa.com
Topo